ACSP
ACSP

Nesta sexta-feira (7/12/18) a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) completa 124 anos de idade. Ao longo de todos esses anos, a entidade ficou conhecida, por exemplo, por ter criado o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), em 1955 (foi o primeiro serviço do gênero no Brasil) e por ter implantado o painel do Impostômetro (em 2005).

Pela sexta vez a ACSP é presidida pelo empresário Alencar Burti. A atual gestão dele começou em março de 2017 e terminará em março de 2019. Aos 88 anos e atuando há mais de 50 como voluntário em diversas entidades que defendem a classe empreendedora brasileira, a partir de março do ano que vem ele vai se dedicar à família e à mentoria de seus atuais negócios, nos ramos de concessionária de automóveis e maquinário agrícola.

Burti foi um dos fundadores e primeiro presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Presidiu a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) e, em duas ocasiões, o Conselho Deliberativo do Sebrae-SP (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo).

Foi criado pela avó, que tinha uma pensão no centro de São Paulo. Começou a trabalhar com 13 anos, em uma joalheria como um “faz-tudo”, para ajudar nas contas da casa. Nesta época Burti aprendeu a arte de vender, de encantar e fidelizar os clientes. Anos depois, decidiu investir no ramo de concessionárias de automóveis: nascia o Alencar líder empresarial.

A ACSP foi fundada em 1894 pelo coronel Antônio Proost Rodovalho. A posse, dia 25/1/1895, contou com a presença de autoridades como Bernardino de Campos (que era presidente do Estado de São Paulo) e Cesário Mota (secretário do Interior). Primeiro funcionou na Rua do Comércio (atual Álvares Penteado) esquina com a Rua da Quitanda, onde hoje há um edifício do BB.

Na Revolução de 1932, a ACSP implantou postos de socorro, organizando o atendimento aos feridos por bombardeios que atingiram regiões da capital como Belezinho, Brás e Mooca.

 

Gestões Alencar Burti:

1999-2001

2001-2003

2007-2009

2009-2011

2015-2017

2017-2019

 

Fatos marcantes nos 124 anos da ACSP:

1932: Participou da Revolução Constitucionalista de 1932.

1955: Fundou o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC).

2000: Criou o espetáculo Natal Iluminado.

2000: Construiu o monumento Marco da Paz.

2005: Implantou o painel do Impostômetro.

2006: Liderou o movimento De Olho no Imposto.

2008: Contribuiu para a aprovação do Microempreendedor Individual (MEI).

2015/16: Ajudou a elaborar a nova lei de zoneamento da cidade de São Paulo.

2017: Ajudou a derrubar a lei do Aviso de Recebimento (AR).

2017/18: Ajudou a aprovar o cadastro positivo.

 

Solenidades comemorativas dos 124 anos de fundação da ACSP (dia 7/12/18):

17h30 - Sessão Plenária solene

19h00 - Missa na Capela de São José de Anchieta, no Pateo do Collegio, celebrada pelo Bispo Emérito da Diocese de Santo Amaro, Dom Fernando Antonio Figueiredo, e concelebrada pelo Padre Carlos Alberto Contieri, com participação do Coral "Schola Cantorum do Pateo do

Collegio"

20h00 - Inauguração da Iluminação Natalina da sede da ACSP e entorno do Pateo do Collegio

- Homenagem aos colaboradores

- Coquetel de confraternização

 

Mais informações:
Ana Cecília Panizza
Assessoria de Imprensa ACSP
apanizza@acsp.com.br
(11) 3180-3220 / (11) 97497-0287

 

Sobre a ACSP: A Associação Comercial de São Paulo (ACSP), em seus 123 anos de história, é considerada a voz do empreendedor paulistano. A instituição atua diretamente na defesa da livre iniciativa e, ao longo de sua trajetória, esteve sempre ao lado da pequena e média empresa e dos profissionais liberais, contribuindo para o desenvolvimento do comércio, da indústria e da prestação de serviços. Além do seu prédio central, a ACSP dispõe de 15 Sedes Distritais, que mantêm os associados informados sobre assuntos do seu interesse, promovem palestras e buscam soluções para os problemas de cada região.

 

Por ACSP