ACSP
ACSP

São Paulo, 10 de abril de 2018. Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), manifesta indignação com a pichação da igreja do Pátio do Colégio, que representa não somente um bem religioso, mas um patrimônio histórico da cidade. “Temos de ter uma política de tolerância zero em relação à pichação, com aplicação da lei. É inadmissível danificar propriedade particular ou bem público, ainda mais quando se trata de um patrimônio histórico e religioso como o Pátio do Colégio”.

A ACSP já entrou em contato com o padre Carlos Alberto Contieri, diretor do Pátio, para manifestar solidariedade e disposição para que a pichação seja removida o quanto antes.

O pátio contava com um posto policial fixo da PM. Em outubro de 2017 a ACSP envio ofício à Secretaria de Segurança Pública, solicitando o retorno do posto, mas a secretaria respondeu que não atenderá ao pedido.    

Localizada em frente ao Pátio do Colégio, a Associação tem longo histórico de relação com esse importante marco da cidade - é o local onde a ACSP promove, por exemplo, as tradicionais Feira da Saúde e soltura dos balões. 

 

Mais informações:
Renato Santana de Jesus
Assessoria de Imprensa
rjesus@acsp.com.br
(11) 3180-3220 / plantão (11) 97497-0287 

Sobre a ACSPA Associação Comercial de São Paulo (ACSP), em seus 123 anos de história, é considerada a voz do empreendedor paulistano. A instituição atua diretamente na defesa da livre iniciativa e, ao longo de sua trajetória, esteve sempre ao lado da pequena e média empresa e dos profissionais liberais, contribuindo para o desenvolvimento do comércio, da indústria e da prestação de serviços. Além do seu prédio central, a ACSP dispõe de 15 Sedes Distritais, que mantêm os associados informados sobre assuntos do seu interesse, promovem palestras e buscam soluções para os problemas de cada região.

 

Por Renato Santana de Jesus