ACSP
ACSP

NOTA À IMPRENSA

São Paulo, 11 de maio de 2018. O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, analisa o desempenho do comércio brasileiro em março, divulgado hoje pelo IBGE.

Para ele, o crescimento de 6,5% do varejo ampliado na variação interanual “superou as expectativas e se deve ao bom resultado dos supermercados, puxado pela desaceleração da inflação dos alimentos e pelo aumento da massa salarial”. O fato de a Páscoa ter caído em março também ajudou o segmento - no ano passado, a data comemorativa foi em abril.

Burti destaca ainda os veículos, “favorecidos pela combinação de juros menores e prazos mais longos, que, em alguns casos, pode chegar a 60 meses”. E chama a atenção para a desigualdade de performance das atividades econômicas. Na contramão de supermercados e veículos, as vendas caíram em ramos como livros, jornais, revistas e papelaria (-12,6%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-7,6%) e móveis e eletrodomésticos (-3,3%).

“Foi a 12ª alta consecutiva, mas é uma retomada lenta e desigual entre as atividades”, finaliza o presidente da ACSP.

 

Mais informações:
Patrícia Gomes Baptista
Assessoria de Imprensa
pgbaptista@acsp.com.br
(11) 3180-3225 / plantão (11) 97497-0287 

Sobre a ACSP: A Associação Comercial de São Paulo (ACSP), em seus 123 anos de história, é considerada a voz do empreendedor paulistano. A instituição atua diretamente na defesa da livre iniciativa e, ao longo de sua trajetória, esteve sempre ao lado da pequena e média empresa e dos profissionais liberais, contribuindo para o desenvolvimento do comércio, da indústria e da prestação de serviços. Além do seu prédio central, a ACSP dispõe de 15 Sedes Distritais, que mantêm os associados informados sobre assuntos do seu interesse, promovem palestras e buscam soluções para os problemas de cada região.

Por Patrícia Gomes Baptista