ACSP
ACSP

INDÚSTRIA SE RECUPERA PARCIALMENTE APÓS PARALISAÇÃO
DOS TRANSPORTES

Segundo o IBGE, em junho, a atividade industrial registrou a maior alta mensal (13,1%)
da série histórica, depois de ter caído intensamente em maio (-11,0%), em decorrência da greve dos caminhoneiros. Em relação ao mesmo mês de 2017 e durante o primeiro semestre houve crescimento de 3,5% e 2,3%, respectivamente (ver tabela abaixo). No acumulado em 12 meses também houve elevação da produção do setor, que alcançou a 3,2%.

Na comparação com junho do ano passado, as quatro categorias de uso incluídas na
pesquisa do IBGE registraram expansão, destacando-se os segmentos de bens duráveis,
principalmente veículos, e bens de capital.

Em síntese, o resultado de junho indica retomada da trajetória de crescimento da
produção industrial, porém, em ritmo mais lento. O nível elevado de desemprego, e a baixa confiança dos empresários, em função da incerteza eleitoral, e realimentada pelo maior custo de transporte, decorrente do tabelamento do frete, sugerem crescimento da atividade industrial inferior à expectativa inicial.

 

 

Por IEGV - Instituto de Economia Gastão Vidigal