ACSP
ACSP

EM JULHO, INDÚSTRIA SURPREENDE CRESCENDO ACIMA DO ESPERADO

 

Segundo o IBGE, em julho, a indústria apresentou crescimento de 4,0%, em
relação ao mesmo mês do ano passado, superando a expectativa de mercado (2,0%).
Porém, no acumulado em 12 meses a expansão da produção (3,2%) continua abaixo do
resultado registrado antes da greve dos caminhoneiros.

Na comparação com julho do ano passado, as quatro categorias de uso incluídas
na pesquisa do IBGE registraram expansão, destacando-se os segmentos de bens
duráveis, principalmente caminhões para formar frotas próprias, e bens de capital.

Em síntese, o resultado de julho, apesar de positivo na comparação interanual,
indica perda de tração na recuperação da atividade industrial, explicada pelo elevado
desemprego, pela baixa confiança dos empresários, em decorrência das eleições, e
agravado pela crise argentina, que afeta negativamente a produção de veículos. Esperase
que a definição do cenário eleitoral, ao reduzir as incertezas internas, reforce a
retomada não somente da indústria, como da atividade econômica em geral.

 

Por IEGV - Instituto de Economia Gastão Vidigal