ACSP
ACSP

SERVIÇOS SURPREENDEM EM AGOSTO, MAS AINDA NÃO SE RECUPERAM

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o volume de
serviços prestados apresentou alta de 1,2%, em agosto, livre de efeitos sazonais, em
relação a julho, configurando o melhor resultado mensal desde 2011. Na comparação
com o mesmo mês de 2017, também houve avanço, que alcançou a 1,6%, surpreendo
positivamente o mercado. Contudo, em termos anuais (acumulado em 12 meses)
continua havendo retração, ainda que cada vez menor em relação à leitura anterior (ver
tabela abaixo).

O resultado positivo em relação a agosto do ano passado reflete, em grande
medida, a fraca base de comparação. A dificuldade do setor se recuperar se explica pelo
elevado desemprego, pela fraca recuperação da renda e por alguns efeitos tardios da
greve dos caminhoneiros. O destaque do mês ficou por conta das atividades turísticas,
impulsionadas pelo transporte aéreo, hotéis e serviços de bufê.

Em síntese, o setor serviços ainda mostra desempenho bastante fraco, embora
sua contração seja cada vez menor, em termos anuais. Se os salários e a ocupação
continuarem aumentando nos próximos meses, a perspectiva é de que o setor
apresente tendência de lenta retomada.

 

Por IEGV - Instituto de Economia Gastão Vidigal