A rotatividade de funcionários faz parte da realidade de qualquer empresa. De tempos em tempos, colaboradores são demitidos ou pedem demissão por diversos motivos, e cabe ao empreendedor fazer novas admissões ou adaptações na equipe para que tudo continue funcionando.

Mas a situação foge do controle quando se torna muito frequente. Normalmente, isso indica que a empresa não está conseguindo reter os seus talentos, que vão buscar novas oportunidades de trabalho porque não confiam na organização ou não se sentem motivados o suficiente para trabalhar nela – o que é um grande problema.

Além de chamar atenção para dificuldades internas, o alto índice de demissões gera outros transtornos. Quando surge a necessidade de contratar novos funcionários com frequência, os colaboradores precisam passar por um período de aprendizagem em que naturalmente não costumam produzir tanto quanto um funcionário já habituado àquelas funções. Como consequência, a produtividade da equipe cai, e isso não é nada legal para o seu negócio!

Então, o que você pode fazer para evitar a rotatividade de funcionários na empresa? Continue a leitura e confira as dicas que preparamos para você:

1. Identifique os problemas

Em alguns momentos, as empresas precisam demitir funcionários por inadequação profissional ou por necessidade de cortes na folha de pagamentos. Mas, quando os funcionários é que sempre pedem demissão, é muito importante entender o motivo que leva as pessoas a deixarem a organização.
Quando um colaborador quer deixar o emprego, normalmente é questionado sobre a razão que o levou a tomar aquela decisão. Mas essa informação nem sempre é suficiente para identificar tudo o que há de errado com a equipe e planejar mudanças. Nessa situação, peça ao funcionário para expor o motivo de sua saída e também indicar pontos que podem ser melhorados na sua empresa. Algumas questões apontadas por ele também podem ser incômodas para outros colaboradores, e se forem tratadas com a devida atenção, podem propiciar um ambiente de mais agradável para todos.

2. Proporcione um ambiente leve

Ninguém se sente confortável em um lugar onde as pessoas não se dão bem ou não se sentem valorizadas e compreendidas, por exemplo. Por outro lado, em ambientes mais descontraídos, onde os colegas se entendem e se ajudam mutuamente, trabalhar se torna muito mais prazeroso. Já parou para observar como anda o relacionamento entre os membros da sua equipe e, principalmente, avaliar a sua postura como líder? Um simples desvio de comportamento pode ser crucial para gerar um mal-estar e incentivar um bom funcionário a deixar a empresa. Fique atento!

3. Avalie salários e estratégias de motivação adotadas pelo mercado

O salário ainda é um dos fatores que mais pesam na decisão dos profissionais que buscam um novo emprego. Com alguma frequência, compare o quanto a sua empresa está com o que é pago pelas organizações concorrentes na sua região. Se as remunerações forem parecidas, as chances de reter talentos por mais tempo na sua empresa são maiores, já que pelo menos em relação a esse aspecto, eles podem se manter satisfeitos.

Estude, também, iniciativas que vão além das questões salariais para fazer com que os funcionários se sintam mais valorizados. O AC+Saúde, por exemplo, é um cartão pré-pago que você pode recarregar quando e na quantidade que quiser. Com os créditos, seus colaboradores e os dependentes podem ter acesso a consultas médicas e diversos exames em uma rede credenciada de qualidade. Você proporciona saúde e bem-estar à sua equipe com preços mais acessíveis e flexíveis, e eles ficarão mais motivados. Todo mundo sai ganhando!

4. Invista em ações de capacitação

Autoconfiança é muito importante para que os profissionais sintam prazer em realizar o seu trabalho. Para mantê-los assim, a empresa pode oferecer treinamentos periódicos, cursos, palestras e diversas modalidades de aperfeiçoamento para que os colaboradores adquiram novos conhecimentos – inclusive para colocá-los em prática na própria organização. Isso também permitirá que os funcionários se tornem aptos a desempenhar outras funções e cumprir novas tarefas. Você já desenvolveu alguma ação nesse sentido?

Para qualquer empresa, a rotatividade elevada de funcionários não é interessante. A demissão e contratação de colaboradores envolvem custos altos, além de comprometer a produtividade da equipe, como já mencionamos. Comece já a trabalhar para evitar que essa situação se torne frequente na sua empresa!

 

Você chega mais longe com o apoio das pessoas certas.
A ACSP é uma comunidade de empreendedores, venha fazer parte!

 

 

Por ACSP