Muitas empresas dedicam tempo e recursos para encontrar e admitir bons funcionários. Mesmo assim, algumas delas enfrentam dificuldades para reter esses talentos e manter a equipe dos sonhos.

Talvez você já tenha ouvido que “as pessoas abandonam seus chefes, não suas empresas”. O ditado é antigo, mas aplica-se perfeitamente aos dias atuais. Recentemente, o LinkedIn trouxe resultados de uma pesquisa no guia “As melhores estratégias de retenção de pessoas”. O estudo ouviu profissionais que apontaram o que seriam os piores hábitos de um líder. Entre os mais citados, estão: gestão com atenção excessiva aos pequenos detalhes (39%), excesso de críticas (22%), desorganização (16%), ser o “sabe-tudo” (14%) e impaciência (9%).

Felizmente, alguns comportamentos e ações muito simples do gestor podem ser muito eficazes para manter os funcionários motivados e engajados. O primeiro passo é estar atento a maus hábitos, como os que já foram mencionados. Agora, veremos outras ações que merecem o foco daqueles que desejam ser chefes ainda melhores. Confira:

1. Olhe além dos números

Os resultados apresentados pela equipe são muito importantes para o desenvolvimento e crescimento de qualquer empresa, mas não são a única coisa que deve ser levada em consideração. Muitos gestores gastam tempo demais olhando gráficos e falando sobre números, mas esquecem de analisar a performance individual dos funcionários, alinhar a divisão de tarefas e observar com o devido cuidado os comportamentos e anseios de cada colaborador. Se você se identificou com esse comportamento, é hora de revê-lo. Certamente, dedicar mais tempo à sua equipe também refletirá nos resultados de maneira muito positiva.

2. Adote métricas

Mesmo que os seus funcionários sejam mais importantes que os números, é papel do gestor encontrar um meio eficiente para medir a performance deles e ajudar a equipe a definir metas mais assertivas. Essas métricas precisam ser suficientemente simples para que todos as compreendam com facilidade. Medições de desempenho complexas normalmente criam confusão entre os funcionários e geram uma sobrecarga mental desnecessária.

3. Especifique as prioridades

Delegar tarefas não é tão simples quanto parece. Quando um gestor dá muitas ordens e diz que tudo é prioridade ou urgente, a equipe inevitavelmente perde o senso de o que é realmente mais importante. Esse hábito também contribui para que os funcionários sintam-se sobrecarregados e desanimados. Como consequência, eles podem ficar menos produtivos; e nesse cenário, alcançar os objetivos esperados para a equipe é ainda mais desafiador.

4. Não transfira as suas emoções

A equipe sabe que o chefe enfrenta muitos momentos complicados, tem preocupações e sofre pressão o tempo todo. O líder também está sujeito a perder a paciência ou ficar frustrado, por exemplo; mas não pode explodir com alguém da equipe ou fazer afirmações que possam prejudicar o seu desempenho por isso. Situações assim não contribuem para a manutenção de um ambiente agradável e, mais do que isso, podem gerar ressentimentos nos funcionários. Você não pode e nem precisa ser perfeito, mas, mesmo nos momentos mais difíceis, precisa lembrar que os seus funcionários não podem ser alvo de qualquer descontrole emocional.

5. Observe os seus piores funcionários

Grande parte dos chefes costuma medir a sua performance avaliando o desempenho dos melhores funcionários. Ao longo da sua trajetória, você pode já ter contratado excelentes profissionais, mas também pode ter escolhido colaboradores que precisam de aperfeiçoamento em muitos aspectos. Como você tem olhado para eles? A melhor forma de testar e desenvolver a sua capacidade de gestão é conseguir lidar com os seus funcionários menos habilidosos e fazê-los crescer.

6. Atente-se ao bem-estar do time

Um chefe que conhece as emoções dos colaboradores se destaca como gestor. Para isso, não é preciso saber detalhes da vida do seu funcionário, os problemas que ele enfrenta ou forçar a barra para parecer mais íntimo. No entanto, demonstrar preocupação no dia a dia e oferecer recursos para que ele se sinta melhor de alguma maneira é um caminho para fazê-lo entender que é valorizado e respeitado por você e pela empresa. A ACSP tem uma solução acessível que pode te ajudar a cuidar do bem-estar e saúde da sua equipe. Quer conhecê-la? Clique aqui.

Você se considera um bom gestor? O que achou das nossas dicas? Se ainda não pratica alguma das ações que citamos, que tal começar a pensar na possibilidade de implantá-las na sua empresa? Com certeza, atitudes como essas ajudarão o seu negócio a chegarem mais longe!

 

Você chega mais longe com o apoio das pessoas certas.
A ACSP é uma comunidade de empreendedores, venha fazer parte!

 

 


Por ACSP