Conquistar bons fornecedores e cultivar com eles uma relação de confiança mútua é fundamental para qualquer empreendedor, não importa qual seja o tamanho da sua empresa.

Para realizar bons negócios em meio à diversidade de ofertas de produtos e serviços, é preciso conhecer bem o mercado, fazer uma boa análise de propostas e avaliar criteriosamente a relação custo/benefício envolvendo cada negociação.

Um dos maiores erros cometidos pelos empresários na busca por fornecedores é restringir a pesquisa ao menor orçamento. Mais do que oferecer bons preços, é preciso que o seu parceiro também se destaque pela qualidade, compromisso com prazos e, acima de tudo, flexibilidade durante as transações.

A seguir, listamos alguns dos equívocos mais comuns que os empreendedores cometem nas negociações e explicamos como corrigir esses deslizes para que o funcionamento da sua empresa não seja prejudicado. Confira:

1. Não ter certeza do que quer

Antes de fazer qualquer negociação, é importante que você saiba exatamente o que quer e até onde pode ir. Se ainda não tem certeza da quantidade de itens que vai comprar, quanto está disposto a pagar, prazos de entrega entre outras informações básicas, em pouco tempo de diálogo os seus argumentos serão derrubados. Lembre-se: estar despreparado no momento da negociação faz com que o fornecedor ganhe mais força para impor seus desejos e deixá-lo em condições desfavoráveis.

Aja com segurança. Mostre que você conhece as suas necessidades e tenha argumentos bem estruturados. Assim, no momento de pedir um desconto, por exemplo, você já terá algumas justificativas na manga para convencer o fornecedor a vender por menos.

2. Falar demais

O momento da negociação exige cautela, e muitos empresários costumam apresentar informações estratégicas sobre orçamento, prazos e volumes logo no início da conversa, sem ao menos conhecer as condições do fornecedor e suas ofertas.

Ao negociar, o empreendedor não pode falar mais do que o necessário, e há o momento exato de revelar informações. Fique atento!

3. Não consultar a sua rede de contatos

Relacionamento é a palavra-chave para qualquer empresário que deseja fazer bons negócios. Já parou para pensar que algum empreendedor que você conhece pode ter excelentes indicações de fornecedores? Sempre que houver alguma necessidade na sua empresa, compartilhe com a sua rede de contatos. De onde menos se espera, podem surgir informações preciosas para você iniciar uma parceria de sucesso.

4. Agir com a emoção

É natural que as negociações causem no empreendedor algum nervosismo, afinal, esse momento é muito importante para o negócio. Além de trabalhar a emoção para demonstrar segurança, conforme já mencionamos, também é preciso atentar-se ao equilíbrio dos sentimentos.

Quando a emoção fala mais alto, aumentam os riscos de uma negociação desfavorável para você. Mostrar empolgação após uma oferta, por exemplo, pode transmitir a ideia de que você está disposto a aceitar qualquer termo contratual. Esse processo sempre deve ser racional.

5. Não ter um “plano B”

A dependência de um ou de poucos fornecedores para atender a sua demanda é um cenário desfavorável para você. Por mais confiável que o seu parceiro pareça – ou seja –, é sempre interessante ter outras opções, afinal, o funcionamento da sua empresa não pode estar condicionado ao cumprimento de um único acordo.

6. Ficar distante dos fornecedores

Por falta de tempo ou por não enxergar a importância de estreitar relações, muitos empresários só entram em contato com os fornecedores quando é estritamente necessário. No entanto, é fundamental manter com eles uma comunicação regular e uma relação amistosa. Isso porque, quanto mais frequentes forem as suas negociações e quanto mais próximo você for do seu fornecedor, maiores são as chances de flexibilização da relação comercial – em termos de prazos, valores, quantidades etc.

O Portal de Ofertas e Negócios da ACSP é a ferramenta ideal para você encontrar fornecedores com mais segurança e nutrir um bom relacionamento com eles. Na plataforma, que pode ser acessada via site ou aplicativo, os associados podem expor suas ofertas gratuitamente e quem compra tem acesso a produtos e serviços com condições especiais. Gostou da ideia? Clique aqui e confira as empresas que já estão fazendo negócios por lá!

 

Você chega mais longe com o apoio das pessoas certas.
A ACSP é uma comunidade de empreendedores, venha fazer parte!

 

 

Por ACSP