Antecipação de recebíveis: como funciona essa modalidade de crédito?

Quando uma empresa precisa de dinheiro para quitar dívidas, gerar fluxo de caixa ou investir em expansão, algumas linhas de crédito disponíveis no mercado podem ser alternativas interessantes. A antecipação de recebíveis é uma delas.

Ao contratar essa modalidade, o empresário recebe o valor das suas vendas a prazo de maneira adiantada e pode usar o dinheiro para atender às necessidades imediatas do negócio.

 

Mas o que é antecipação de recebíveis?

Apesar do nome aparentemente complicado, a antecipação de recebíveis tem um significado bem simples: é uma linha de crédito que permite que as empresas antecipem o recebimento de suas vendas. Assim, elas podem utilizar hoje um recurso que só chegaria no futuro.

Na prática, funciona assim: quando o cliente compra um produto e decide parcelar o pagamento em três vezes, por exemplo, o dono do estabelecimento pode levar até 90 dias para receber o valor total da venda. Ao contratar uma antecipação, ele pode receber o dinheiro em poucos dias — e, em alguns casos, depois de algumas horas.

Em contrapartida, as instituições financeiras que oferecem antecipação de recebíveis cobram uma pequena taxa sobre o valor adiantado às empresas.

 

Como funciona a antecipação de recebíveis?

O processo de adiantamento de recebíveis sofre algumas variações entre instituições financeira, mas normalmente passa pelas seguintes etapas: o empreendedor que deseja adiantar recebimentos procura a instituição que oferece essa modalidade de crédito — que pode ser um banco, uma fintech ou uma cooperativa de crédito — e verifica as condições envolvidas na operação. 

Em seguida, a instituição financeira precisa informar ao solicitante as taxas de juros que serão descontadas do valor antecipado e o prazo para que o dinheiro fique disponível na conta da empresa.

O próximo passo é cadastrar as informações das maquininhas de cartão de crédito no Internet Banking, caso a antecipação seja feita por intermédio de um banco, ou na plataforma da instituição financeira responsável pelo adiantamento, no caso das fintechs. Nessa etapa, o empreendedor também informa os dados da conta em que deseja receber o dinheiro.

Em seguida, ele escolhe quais notas deseja adiantar e faz o pedido de antecipação de recebíveis online. Além de parcelas de cartão de crédito, a instituição financeira pode antecipar o pagamento de cheques pré-datados e duplicatas e assume o recebimento dos títulos que foram adiantados.

 

Quais são as vantagens do adiantamento de recebíveis?

Assim como em outras linhas de crédito disponíveis no mercado, na antecipação de recebíveis as taxas de juros também são definidas de acordo com o perfil financeiro da empresa solicitante. No entanto, elas costumam mais baixas do que as cobradas pelos bancos no rotativo do cartão de crédito e no cheque especial, por exemplo.

Isso acontece porque, como o dinheiro pago antecipadamente pela instituição financeira tem origem em uma venda já realizada, o risco de inadimplência é menor do que nas outras opções.

Outra característica interessante da antecipação de recebíveis é a facilidade de contratação do crédito. Já que a instituição financeira assume o direito de receber os pagamentos antecipados, o processo costuma ser menos burocrático.

 

Duplicatas eletrônicas: novidade deve trazer ainda mais praticidade

A partir das próximas semanas, contratar um adiantamento de recebíveis deve se tornar ainda mais simples. É que, desde março deste ano, registradoras e depositárias, em parceria com o Banco Central, testam nova plataforma de duplicatas.

O sistema permite o compartilhamento de informações desse tipo de recebível quase em tempo real — e esses registros tornam a operação ainda mais segura.

Na avaliação de Ivan Lopes, sócio-diretor da CRDC, uma das maiores registradoras de ativos no país, a novidade, que tem como intuito viabilizar o sistema de duplicata eletrônica, pode se tornar uma referência mundial. "É o primeiro case no mundo de registradoras e depositárias centrais fazendo um projeto dessa magnitude, junto com o BC, para melhorar o ambiente de crédito", afirma. 

 

Cuidados importantes

Apesar das facilidades, algumas questões sobre a antecipação de recebíveis merecem atenção — e uma delas tem a ver com o uso contínuo do crédito.

Justamente por conta da facilidade da contratação, muitos empreendedores passam a antecipar recebíveis com muita frequência. Quando isso acontece, o crédito acaba se tornando uma fonte de capital de giro mais cara e pode comprometer a saúde financeira da empresa.

Além disso, a praticidade da operação pode acabar fazendo da antecipação de recebíveis uma forma de “tapar buracos” e mascarar outras deficiências relacionadas ao planejamento e gestão do negócio — assim como o cheque especial funciona com as pessoas físicas, por exemplo.

Portanto, lembre-se: sem um planejamento adequado, a antecipação de recebíveis pode ajudar a resolver um problema hoje e gerar outro no futuro. Para saber se a empresa tem condições de trabalhar com a antecipação de recebíveis, é necessário ter uma boa projeção do fluxo de caixa para entender se, posteriormente, o valor adiantado fará falta.


Por ACSP