Benchmarking: saiba o que é e como fazer

Todo empreendedor que sonha com o crescimento da sua empresa sabe é preciso buscar oportunidades de melhorias continuamente. E para que isso aconteça, além de se aproximar do público e ouvir suas sugestões, existe outro método importante: o benchmarking.

 

A palavra é complicada, mas representa uma prática muito simples. Trata-se de observar as práticas do mercado e se inspirar no que já tem sido feito para implementar novidades e ganhar competitividade

 

Quer entender um pouco mais sobre esse conceito e aprender como aplicá-lo na sua empresa? Continue a leitura!

 

Afinal, o que é benchmarking?

O benchmarking é uma das estratégias mais importantes para aumentar a eficiência de uma empresa. Em tradução livre, o termo pode ser definido como “ponto de referência”.

 

Na prática, trata-se de um minucioso processo de pesquisa. A ideia é que os gestores comparem produtos, práticas empresariais, serviços ou metodologias utilizadas pelos concorrentes e absorvam algumas características para aprimorarem sua atuação no mercado.

 

Vale lembrar que fazer benchmarking não é simplesmente imitar o que é feito por outras companhias — até porque o que funciona em uma empresa nem sempre faz sucesso em outra. Ele parte da capacidade que um gestor tem de enxergar as melhores práticas e adaptá-las às características e possibilidades do seu negócio.

 

Tipos de benchmarking: quais são eles?

Buscar referências pode ser mais complexo do que parece. Por isso, existem vários tipos de benchmarking para quem busca melhorar o desempenho de uma empresa. Veja quais são:

 

1 - Benchmarking interno

Como o próprio nome sugere, o benchmarking interno consiste em buscar melhores práticas adotadas dentro da própria empresa. É o caso de empreendedores que estudam os processos adotados em uma filial para aplicar em outra ou avaliam o desenvolvimento de um departamento para estender suas práticas às demais áreas da empresa.

 

2 - Benchmarking competitivo

Neste formato, o objetivo é analisar detalhadamente as práticas da concorrência com o objetivo de superá-las. Este benchmarking costuma ser mais complexo, já que as empresas não costumam divulgar suas estratégias mais importantes tão facilmente.

 

Em alguns casos, a saída é comprar algum produto ou serviço da concorrência e avaliar as ofertas do ponto de vista do consumidor para, depois, pensar em melhorias para a sua empresa.

 

3 - Benchmarking funcional

Neste caso, compara-se o processo de trabalho entre as empresas, mesmo que pertençam a segmentos diferentes.

 

4 - Benchmarking de cooperação

É quando duas empresas estabelecem uma parceria e compartilham informações de seus processos entre si. Também ocorre quando uma empresa considerada “modelo” abre as portas de alguns processos para o aprendizado de outra.

 

Como implementar o benchmarking?

O primeiro passo é fazer uma análise da sua empresa: avalie os processos internos e práticas empresariais e, depois de entender como a sua companhia funciona, identifique o que pode ser melhorado.

 

Então, é hora de identificar as empresas “de excelência”. Faça uma pesquisa inicial e conheça as grandes marcas do mercado. Aí, é só definir uma estratégia para capturar dados: como o segredo dessas grandes empresas vai chegar ao seu negócio? Parcerias e convênios são algumas possibilidades.

 

Após conhecer as melhores práticas da concorrência dentro do que precisa ser melhorado na sua empresa, chegamos à etapa de comparação.

 

Por fim, projete níveis de desempenho para o futuro. Defina metas para melhoria de processos e estabeleça prazos para que elas sejam alcançadas.

 

Mas atenção: sabemos que a prática do benchmarking pode ampliar a visão da sua empresa e que ficar atento ao que a concorrência está fazendo é sempre importante para se manter competitivo no mercado. No entanto, fique de olho para não exagerar.

 

Manter o foco excessivo na concorrência pode fazer com que a sua empresa perca a identidade. Para evitar que isso aconteça, tenha o cuidado de adaptar o que for melhor sem perder suas características mais marcantes.

 

Agora que você já sabe como funciona um benchmarking, que tal começar a fazer esse exercício e avaliar estratégias interessantes que seus concorrentes estão adotando? Uma delas pode ser interessante para alavancar os resultados da sua empresa!

 

Para chegar ainda mais longe, conte com o apoio da ACSP. Clique aqui e saiba como fazer parte da nossa comunidade de empreendedores!


Por ACSP