A escolha do regime tributário é um dos passos mais importantes para o sucesso de uma empresa. Nessa etapa, a decisão certa pode livrar o seu negócio de grandes problemas financeiros e fiscais.

Para começar, é importante saber que existem três tipos de regimes: o Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Quer conhecer um pouco mais sobre cada um deles? Continue a leitura!

Simples Nacional

O Simples Nacional é um regime facultativo que compartilha arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicáveis às microempresas e empresas de pequeno porte.

Para que a sua empresa seja enquadrada no Simples Nacional, ela deve estar dentro dos limites de faturamento. Microempresas poderão faturar até R$ 30 mil por mês ou ter uma receita bruta anual de R$ 360 mil. Já as empresas de pequeno porte podem optar pelo Simples desde que faturem até R$ 4,8 milhões ao ano, o que equivale a uma média mensal de R$ 400 mil de receita.

Lucro Presumido

O Lucro Presumido, por sua vez, é uma tributação para determinação da base de cálculo do Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) das pessoas jurídicas que não estiverem obrigadas no ano calendário à apuração do Lucro Real.

Lucro Real

O Lucro Real é um regime obrigatório para empresas com faturamento acima de R$ 78 milhões e para aquelas com atividades voltadas ao setor financeiro. Neste tipo de regime, o Imposto de Renda e a CSLL são determinados a partir do lucro contábil.

Microempreendedor Individual (MEI)

Além desses três, há o regime tributário do Microempreendedor Individual. Ele é destinado a empresas com faturamento anual de até R$ 81 mil, o que significa uma média de faturamento mensal de R$ 6.750. Podem optar pelo regime os empreendedores que não possuam sócios. Nesse caso, a tributação é fixa e estarão inclusos no valor as obrigações com a Previdência Social, Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e Imposto Sobre Serviços (ISS).

Em qual desses regimes tributários a sua empresa pode se encaixar? O indicado é que a escolha seja analisada por um contador, que te ajudará a definir qual é o mais vantajoso para o seu negócio. Lembre-se de que é necessário levar em conta a sua atividade principal e o seu faturamento.

Escolher o regime correto garantirá maior competitividade à sua empresa e evitará prejuízos financeiros. Conseguiu entender a diferença entre eles? Então, mãos à obra! Entre em contato com o seu contador e comecem a fazer o seu planejamento tributário!

No posto da JUCESP situado na sede da ACSP são realizados processos como abertura de empresas, consultas de informações cadastrais entre outros procedimentos com atendimento personalizado e a rapidez que os seus negócios precisam. Clique aqui e conheça os serviços da JUCESP com condições especiais para os nossos associados!

Com a ACSP você vai mais longe.
Faça parte da nossa comunidade de empreendedores.


 

Serviços da Junta Comercial com mais agilidade

Todos os procedimentos e muitos outros, você consegue realizar no Escritório Regional da JUCESP, no prédio da Associação Comercial de São Paulo, de forma rápida e prática.

Fazendo parte da nossa Comunidade de Empreendedores você tem acesso a uma série de benefícios exclusivos e descontos no serviços prestados. A Associação Comercial de São Paulo é uma instituição sem fins lucrativos que há mais de 100 anos se propõe a apoiar e promover as iniciativas empresariais e o empreendedorismo. Nós atuamos em benefício de nossos associados em intermediações comerciais com parceiros para oferecer produtos, serviços e soluções com melhores condições e custos menores.

 


 

 

 

Por ACSP