A inadimplência está entre as maiores preocupações dos comerciantes, que sofrem com o risco de o valor de suas vendas não seja recebido. De modo geral, quando esse problema se torna mais frequente, a primeira reação das empresas é rever as formas de pagamento oferecidas aos clientes – o que, por consequência, pode prejudicar todos os consumidores.

E a questão realmente merece uma atenção especial. Quando não recebe pelo que vendeu, o empresário também pode atrasar os seus pagamentos e ter a sua relação com os fornecedores, por exemplo, afetada. Para os que têm empréstimos ou dívidas com bancos, o problema pode se tornar ainda maior.

Para lidar com essa questão e garantir a manutenção da saúde financeira do negócio, a empresa pode adotar algumas estratégias. Nesse cenário, duas são muito comuns e geralmente confundidas: operação de cobrança e recuperação de crédito. Você sabe a diferença entre elas? Continue a leitura e entenda o que é cada uma.

Operação de cobrança

As operações de cobrança são realizadas em razão de um valor devido pelo consumidor. Em resumo, elas são usadas para cobrar ou renegociar uma dívida específica, e por isso são mais complexas. Nesses casos, o profissional responsável pelo contato com o cliente deve apresentar uma oportunidade interessante de regularização.

Normalmente, as empresas desenvolvem uma régua de cobrança para definir a linguagem usada durante as operações, as vantagens que poderão ser oferecidas ao devedor para que ele regularize a sua situação e outros detalhes. É importante lembrar que uma campanha de cobrança pode ter motivação judicial, pois trata-se de um aviso amistoso antes que a quantia seja protestada na Justiça.

Recuperação de crédito

A recuperação de crédito é diferente da operação de cobrança porque o seu foco não é exatamente liquidar uma dívida. Esse tipo de ação é normalmente voltado a consumidores endividados que já foram inseridos em cadastros negativos de órgãos como a Boa Vista SCPC e, por esse motivo, perderam o direito ao crediário em uma instituição financeira. E é aí que entra o trabalho de recuperação: o intuito aqui é ajudar o inadimplente a liquidar as dívidas e regularizar sua situação para voltar a ter acesso a financiamentos e outras modalidades de crédito.

Nesses casos, a negociação pode até envolver mais de uma instituição, e a abordagem também precisa ser bem elaborada. Assim, o consumidor terá uma clara visão dos benefícios de ter acesso ao crédito.

No final das contas, o objetivo da empresa é receber o dinheiro que cada cliente lhe deve. Utilizar indicadores de performance, que avaliem periodicamente os serviços prestados, é uma boa maneira de garantir que as cobranças estão sendo feitas de maneira eficaz. No final do processo, um indicador positivo para averiguar o sucesso desse tipo de operação é o número de pessoas com crédito restabelecido e dívidas quitadas após o contato.

Lidar com a inadimplência também é um problema na sua empresa? A Boa Vista SCPC tem pacotes de análise de crédito e negativação com condições exclusivas para associados ACSSP. Que tal conferir e descobrir como essas soluções podem ajudá-lo a vender, receber e recuperar crédito com mais segurança? Clique aqui.

 

Você chega mais longe com o apoio das pessoas certas.
A ACSP é uma comunidade de empreendedores, venha fazer parte!

 

 


Por ACSP