Em meio às atividades de uma rotina cheia, muitos colaboradores colocam os cuidados com a saúde em segundo plano. Como resultado, o bem-estar é comprometido e cumprir as tarefas no trabalho com a mesma eficiência pode se tornar cada vez mais difícil.

Por esses motivos, a preocupação com a saúde dos funcionários tem sido cada vez mais frequente entre os gestores, que já estão mais atentos a essa questão. A seguir, listamos 5 doenças comuns relacionadas ao trabalho e indicamos alternativas para que elas sejam evitadas. Confira:

1. Lesão por Esforço Repetitivo (LER)

Profissionais que realizam as mesmas ações repetidamente e todos os dias estão predispostos a sofrer alguma Lesão por Esforço Repetitivo. É o caso, por exemplo, daqueles que trabalham usando o computador por muitas horas. A prática da digitação pode resultar em um quadro de tendinite, uma inflamação nos tendões.

2. DORT

Os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORTs) atingem profissionais que trabalham em posturas inadequadas. Adotar uma postura adequada é fundamental, pois além de manter a coluna saudável, evita os DORTs e até a sua evolução para quadros mais graves, que podem chegar a causar a invalidez do trabalhador.

3. Surdez definitiva ou temporária

A perda auditiva é uma das doenças mais comuns associadas ao trabalho, e ocorre quando o profissional é exposto a ruídos constantes. Temporária ou definitiva, a perda da sensibilidade auditiva merece atenção porque, em muitos casos, o trabalhador não percebe que está perdendo a audição gradativamente, e só se dá conta do problema quando já atingiu um alto nível de intensidade.

4. Sofrimentos psíquicos

Já falamos sobre como o número de brasileiros com depressão não para de aumentar, e que algumas situações adversas no trabalho podem exercer grande influência no desenvolvimento ou agravamento do quadro depressivo dos colaboradores. Esta é, sem dúvida, uma das questões psíquicas que mais merecem a atenção das empresas, mas muitas outras também podem comprometer a saúde e bem-estar dos trabalhadores.

A ansiedade e o estresse também afetam muitos profissionais, e inclusive podem estar ligados às pressões sofridas no próprio ambiente de trabalho. Desentendimentos com colegas, carga horária exaustiva, falta de reconhecimento e outros problemas podem desencadear esses quadros, e devem ser trabalhados pelos gestores para que não se tornem rotineiros.

5. Dermatite Alérgica de Contato

Quando o trabalhador entra em contato com algum componente que causa irritação ou alergia, pode desenvolver a chamada Dermatite Alérgica de Contato. Na maioria dos casos, a pele fica seca, vermelha e áspera, e algumas fissuras podem se formar nas mãos. Algumas ocupações envolvem a exposição do colaborador a substâncias químicas e, consequentemente, desencadeiam a doença.

 

Meios de prevenção

As empresas têm um papel muito importante na prevenção das doenças mencionadas e de muitas outras. Algumas ações são interessantes para manter a saúde e bem-estar do seu colaborador. Você já adota alguma delas?

1. Ginástica laboral

A ginástica laboral consiste em uma série de exercícios físicos realizados no ambiente de trabalho e no horário de expediente. A prática melhora a saúde e pode evitar problemas como a Lesão do Esforço Repetitivo, que já mencionamos.

2. Pausas para descanso

Alguns gestores são contrários às pausas para descanso porque têm a falsa impressão de que esses momentos trazem queda na produtividade das equipes, o que é um engano. Períodos curtos de ócio são fundamentais para que os funcionários possam espairecer e até retornarem mais dispostos ao trabalho.

3. Ofereça e exija o uso de EPIs

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) são recursos imprescindíveis para a segurança do trabalhador. Se na sua empresa os profissionais ficam expostos ao barulho constante, por exemplo, utilizar protetores auriculares evita a surdez. Outros itens, como luvas e calçados adequados, podem também evitar a Dermatite Alérgica de Contato.

4. Mantenha um ambiente de trabalho saudável

Quando se fala de “ambiente de trabalho saudável”, muita gente ainda pensa somente em um espaço devidamente limpo, mas um bom lugar para se trabalhar precisa de muito mais. Aproximar-se da sua equipe, ouvir suas sugestões e avaliar a possibilidade de implantá-las é uma atitude muito importante e que já ajuda a fazer da sua empresa um lugar melhor para o time. Para ter acesso a mais dicas de como aperfeiçoar o seu ambiente organizacional e entender melhor como isso afeta a saúde dos seus colaboradores, clique aqui.

5. Invista em saúde

Para muitos empreendedores, encontrar um plano de saúde barato é um grande desafio, e por não conseguirem adequar esse benefício ao orçamento da empresa, deixam de oferecê-lo aos funcionários. Se é o seu caso, a ACSP tem uma alternativa para você: o AC+Saúde. Ele não é um plano de saúde, e sim um cartão pré-pago que pode ser recarregado com a frequência e no valor que você desejar. Os créditos podem ser utilizados pelos funcionários e dependentes para realizar consultas médicas, odontológicas e estéticas com preços mais baixos. Quer saber mais sobre esse serviço? Clique aqui e conheça!

Cuidar do seu colaborador sempre dá retorno. Com a saúde em dia, seus funcionários são mais produtivos e ainda perceberão a importância que têm para a sua empresa. Todo mundo sai ganhando!

 

Você chega mais longe com o apoio das pessoas certas.
A ACSP é uma comunidade de empreendedores, venha fazer parte!

 

 

Por ACSP