Em junho de 2018, mais de 5 milhões de micro e pequenas empresas foram registradas como inadimplentes no Brasil, o maior número desde março de 2016.

Muitos são os motivos que podem levar os negócios a se perderem em dívidas: erro ao dimensionar capital de giro, baixa nas vendas devido à sazonalidade e falta de análise de crédito dos clientes são apenas algumas das causas.

Mas, ainda que as razões do endividamento sejam diversas, uma coisa é certa: você não quer estar nessa situação, não é mesmo? A seguir, listamos alguns cuidados importantes que você deve adotar para evitar que a sua empresa se torne inadimplente. Confira:

Use serviços de análise de crédito

Os serviços de análise de crédito são recursos interessantes, pois permitem que o fornecedor conheça a situação financeira do cliente – o que é muito importante para quem vai fazer negócio. Por meio de empresas de proteção ao crédito, como a Boa Vista SCPC, o empresário pode realizar consultas e ter acesso a pendências de pagamentos, processos e outros problemas de restrição do cliente.

Com esses dados, fica mais fácil visualizar as condições de cada cliente e definir as estratégias ideais para fazer a cobrança (como, por exemplo, avaliar se será preciso contar com a intermediação da justiça ou resolver o caso de maneira mais “amigável”). É importante lembrar que a situação do cliente pode mudar em pouco tempo, portanto, é importante fazer consultas frequentes.

Conheça o seu cliente

Escolha um meio para controlar o histórico dos seus clientes. Você pode fazer anotações manuais, usar planilhas ou softwares, mas o importante é sempre ter sempre em mãos as informações necessárias para identificar bons e maus pagadores.

Favoreça os bons pagadores

Valorizar os bons pagadores é uma forma de fidelizá-los. Você tem pensado nisso? Descontos, formas mais flexíveis de cobrança e estímulo para pagamentos antecipados são algumas estratégias que podem te ajudar nesse sentido.

Se aquele cliente antigo sempre foi bom pagador, mas teve algum problema e não conseguiu cumprir o pagamento na data de vencimento, por exemplo, entre em contato com eles e ofereça alternativas para quitar as dívidas.

Utilize um sistema de cobrança eficiente

Para evitar que a dívida do seu cliente se transforme em uma “bola de neve” (o que torna o pagamento ainda mais difícil), utilize um sistema de cobrança eficaz para alertá-lo sobre a inadimplência já no primeiro dia de atraso. Em situações extremas, considere a possibilidade de receber pelo menos uma parte do valor e renegociar a quantia a ser paga. Assim, você evita um prejuízo ainda maior.

Venda com nota fiscal sempre

Além de configurar crime, a venda sem nota fiscal traz uma série de problemas: sem ela, o empresário não tem amparo da lei para lidar judicialmente com a inadimplência do cliente.

Fique atento à gestão financeira

Manter as finanças da empresa organizadas é fundamental para o sucesso de qualquer negócio, e já preparamos um conteúdo com dicas simples e muito interessantes para te ajudar com isso. Em algumas situações, a falta de organização do caixa faz com que o empreendedor perca o controle da entrada e saída de dinheiro do negócio, o que aumenta as chances de endividamento.

Quando o empresário não fica atento às finanças, é possível que a dívida de algum cliente passe despercebida ou só seja notada muito tempo depois, gerando um enorme prejuízo. Observe diariamente o fluxo de caixa!

A ACSP tem soluções para te ajudar a analisar crédito e vender com mais segurança. Faça parte e aproveite!

 

 

Por ACSP