A pandemia gerada pelo novo coronavírus reduziu o ritmo de vendas e negociações, mas não eliminou conflitos e quebras contratuais envolvendo fornecedores, consumidores e até funcionários - já que o período também trouxe mudanças importantes nas relações trabalhistas. Ao contrário: especialistas defendem que, no cenário atual, a frequência de desentendimentos no meio empresarial deve aumentar.

O problema é que recorrer à Justiça para resolver essas questões é um processo trabalhoso, caro e demorado. Por isso, o próprio Tribunal Superior do Trabalho (TST) tem incentivado a utilização de meios alternativos de resolução de disputas, como a mediação. Na prática, aqueles que recorreriam a processos judiciais para conseguir um acordo poderão fazer isso por meios mais simples e econômicos.

Como funcionam os meios alternativos de solução de conflitos?

Para que o empreendedor consiga solucionar conflitos contratuais sem a burocracia dos processos judiciais tradicionais e com maiores chances de obter decisões que satisfaçam todas as partes, a mediação é um método de apoio especializado às empresas e desenvolve um ambiente favorável à negociação e conciliação.

Com o envolvimento de um especialista no assunto em questão, as instituições que oferecem esse serviço, como a Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem Empresarial (CBMAE), proporcionam oportunidades para a tomada de decisões de forma construtiva e mais interativa. Nesse processo, mais de 80% dos casos resultam em acordos e todos os casos são conduzidos de forma imparcial, sigilosa e segura.

Durante a pandemia, é possível realizar os processos online?

Outra vantagem dos meios alternativos para solução de conflitos é a possibilidade de conduzir as negociações no ambiente virtual. Assim, situações que exigem respostas rápidas não precisam ficar paralisadas por conta do isolamento social vivenciado atualmente.

A mediação online foi criada para tornar o processo ainda mais ágil com o auxílio da tecnologia. Ela pode ser utilizada tanto em processos que envolvem pessoas jurídicas quanto por pessoas físicas que procuram resolver problemas em diferentes áreas, e por isso vem ganhando notoriedade no país.

Como é feita a mediação online?

O processo de mediação online é feito por meio de uma plataforma onde o mediador, especialista no conflito em questão, cria um ambiente de videoconferência. Lá, os envolvidos podem dialogar apenas com o mediador ou, se preferirem, contar com o apoio de advogados para acompanhar e participar das conversas.

As reuniões com o mediador podem ser individuais ou conjuntas. O profissional sempre irá atuar de maneira imparcial e respeitosa, com foco no encontro de alternativas que possam resultar no encerramento do conflito da melhor maneira.

Para que a mediação ocorra, há sempre um fluxo estruturado. Normalmente, o processo começa com o envio da demanda, quando os casos são encaminhados à plataforma, e do pedido de mediação. Se ele for aceito, a instituição responsável pelo processo agenda a primeira sessão. Vale lembrar que a mediação online pode ter quantas sessões forem necessárias, considerando a complexidade do caso e disponibilidade das partes.

Quando as sessões são encerradas, é chegada a última etapa: o acordo. As partes assinam de forma digital o acordo de mediação, que tem validade jurídica e atesta o consenso em relação à decisão tomada.

Quais são os benefícios da mediação online?

Como mencionamos, a principal vantagem da mediação online está na praticidade que o processo oferece. Nessa modalidade, é possível conduzir todas as etapas em qualquer lugar e com economia de despesas referentes a deslocamentos e hospedagem, por exemplo. Em outras palavras, a alternativa traz flexibilidade para se comunicar de forma simples e acessível. Tantas facilidades aceleram o processo de tomada de decisão, que conta com participação ativa das partes envolvidas.

Agora que você conhece os principais benefícios da mediação online, é possível perceber que a inovação é uma ótima aliada para solucionar conflitos de forma prática, mesmo em meio à pandemia. Sua empresa está com dificuldades para fechar um acordo? Clique aqui e conheça as soluções oferecidas pela CBMAE, que garante segurança e sigilo para os empreendedores que desejam resolver conflitos de forma simplificada e segura.

Leia também | Coronavírus: como resolver conflitos contratuais gerados pela pandemia?


Por ACSP