Talvez você já tenha ouvido falar em factoring, FIDC e fintech. Essas expressões têm se tornado cada vez mais conhecidas entre os empreendedores. Mas você sabe o que significa cada uma delas?

Para começar, é importante saber que os factorings e FIDCs são, basicamente, soluções para as empresas que precisam conseguir crédito. As duas opções são indicadas para quem precisa antecipar recebíveis; no entanto, existem diferenças importantes entre elas.

Empréstimo x antecipação de recebíveis: qual é a diferença?

Factoring

A empresa de factoring adquire os direitos creditórios gerados pelas empresas contratantes. O que isso significa?

Vamos dar um exemplo: João tem uma pequena loja de calçados. Ele precisa de crédito para comprar um novo balcão e tem pressa, mas não quer encarar a burocracia e taxas altas características dos bancos tradicionais. Como vendeu alguns sapatos de forma parcelada, ele procura uma empresa de factoring e oferece suas duplicatas (faturas, notas fiscais e boletos bancários originados da venda dos calçados). Com esses documentos, a empresa pode antecipar os recebíveis do João e fazer com que o dinheiro que ele só receberia no futuro se torne caixa no presente.

FIDC

A sigla FIDC significa Fundos de Investimento em Direitos Creditórios. No mercado, algumas pessoas investem na aquisição de direitos creditórios originados por empresas de qualquer porte e setor.

O FIDC adquire os mesmos títulos negociados no factoring, como duplicatas, cheques, notas promissórias e contratos em geral. Assim como o factoring, um FIDC normalmente opera abaixo das taxas de créditos bancários e também é bastante acessível às pequenas e médias empresas, que enfrentam maiores dificuldades para encontrar juros mais atrativos.

Conseguiu perceber como factorings e FIDCs são parecidos? Mas, então, quais são as diferenças entre eles?

Para o mercado, o factoring e o FIDC praticam a mesma atividade, portanto, ambos são procurados por empresas que precisam antecipar recebíveis. A diferença entre as modalidades está apenas na estrutura jurídica interna.

Enquanto a empresa de factoring é constituída sob a forma de Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI), o FIDC é um patrimônio em condomínio, constituído por investidores e regulado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Fintech

As fintechs são empresas financeiras que trabalham com sistemas digitais e muita tecnologia. Graças a essas características, elas conseguem entregar excelentes resultados com menos burocracia e em prazos menores.

Hoje, o mercado brasileiro já conta com fintechs especializadas em diversas operações, e algumas, inclusive, têm operações com FIDCs e factorings como atividade principal. É o caso da Rapidoo, que em parceria com a ACSP oferece antecipação de recebíveis com vantagens exclusivas para os nossos associados. Conheça!

 

 

Você chega mais longe com o apoio das pessoas certas.
A ACSP é uma comunidade de empreendedores, venha fazer parte!

 

Por ACSP