Por que as franquias e empresas brasileiras têm atraído os olhares do mundo?

As franquias brasileiras sempre tiveram boa aceitação no exterior. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2019, havia 163 marcas do Brasil operando em mais de 100 países. Entre os principais destinos estão os Estados Unidos (com 67 marcas), Portugal (44) e Paraguai (36).

Agora, um novo movimento no mercado deve intensificar ainda mais essa relação. Para levar o modelo de inovação dessas franquias para o mercado europeu, o Grupo Bittencourt, com mais de 30 anos de experiência em franchising, e o grupo português de consultoria em gestão Your, acabam de se associar para ampliar o ecossistema de negócios brasileiro a partir de países como Portugal e Espanha.

O plano de internacionalização nasce no momento em que a economia global caminha para um processo de recuperação dos efeitos da pandemia, com a ampliação da vacinação em escala mundial. 

A união faz a força? Para o Bittencourt, sim

Em entrevista ao Diário do Comércio, Lyana Bittencourt, CEO do grupo, explicou que, além de desenvolver a gestão e expansão de redes de negócios e franchising, o objetivo dessa “integração” é fomentar o intercâmbio entre os três países. "A aproximação de mercados em período de recuperação é uma prática comum em todo o mundo. Tem se falado muito na ampliação de ecossistemas com parceiros, e estamos indo ao encontro dessa tendência.” 

Com essa novidade, a ideia é que todo o ecossistema saia ganhando — e o Brasil tem muito a agregar para o ecossistema. Isso porque o nosso país é um dos mais desenvolvidos do mundo no sistema de franchising, ocupando a 4ª posição do ranking mundial do World Franchise Council em redes, e a 6ª em número de unidades franqueadas.

Com tamanha expertise, segundo a especialista, as empresas brasileiras têm muito a contribuir com o mercado europeu em termos de profissionalização e boas práticas em desenvolvimento, gestão e expansão. 

Além de missões internacionais e projetos de internacionalização, os grupos vão desenvolver em conjunto conceitos e avaliação dos canais para expansão que incluem o franchising. “É um mindset totalmente voltado para o cliente, e quando se somam expertises, a entrega é ainda melhor", acredita a CEO.

Ao unir programas especializados em Portugal e na Espanha que envolvem, além do desenvolvimento e expansão, a identificação e implementação da melhor estratégia de canais de venda e distribuição e a formatação de sistemas de franquias, a perspectiva é alcançar um crescimento deste mercado.

Além de ter o idioma como um dos grandes facilitadores dessa aproximação entre Brasil, Portugal e Espanha, os três têm proximidade cultural maior e tendem a aceitar melhor produtos e serviços 'de fora', segundo Lyana Bittencourt. E claro, podem encurtar caminhos para mercados maiores, como China ou Oriente Médio.

Já pensou em internacionalizar a sua empresa?

Independentemente do modelo de negócio da sua empresa, avaliar a possibilidade de internacionalização do seu empreendimento é sempre interessante. Com abertura para novos mercados, é possível identificar oportunidades de negócio além das fronteiras e ver o seu faturamento aumentar.

Leia também | Em meio à pandemia, exportar é uma boa estratégia?

Diante dessas oportunidades, instituições como a São Paulo Chamber of Commerce promovem atividades para disseminar a cultura exportadora entre os empreendedores e apoiar empresas do Brasil que desejam comercializar seus produtos no exterior. As iniciativas vão desde capacitação e planejamento para exportar ao apoio à formação de preços e gestão de contratos. Já pensou nessa possibilidade?


Por ACSP