A escalada do novo coronavírus já está está impactando o desempenho das empresas no Brasil. Isso porque uma das medidas mais importantes para reduzir a propagação da COVID-19 é o isolamento social, e as restrições de circulação aplicadas nas últimas semanas têm reduzido a demanda por produtos e serviços.

Neste cenário, as empresas mais prejudicadas são as de menor porte, já que muitas delas não têm capital suficiente para suportar meses consecutivos de queda nas vendas. Agora, mais do que nunca, criatividade é palavra de ordem para quem deseja manter o negócio no mercado.

Pensando nisso, listamos oito alternativas para vender seus produtos e serviços neste período de crise. Confira, a seguir:

1 - Estabeleça uma relação transparente com os seus funcionários

Para colocar qualquer plano de ação em prática neste momento, o apoio dos seus funcionários é fundamental. Por isso, é importante mantê-los atualizados sobre os planos de funcionamento da empresa neste período, informá-los sobre possibilidades de alteração de horários, medidas de segurança e novas estratégias de atendimento.

Este também é um momento interessante para mostrar-se aberto a sugestões: procure ouvir ideias dos seus colaboradores e, principalmente, entender como eles estão se sentindo diante das mudanças. Em um cenário de incertezas, contar com a confiança da sua equipe é uma das grandes estratégias para fortalecer o seu negócio.

2 - Aproxime-se dos seus clientes

Assim como os funcionários, os clientes também precisam estar próximos da sua empresa - mesmo distantes fisicamente. É verdade que neste período todos estão sendo bombardeados de informações, mas isso não significa que você deve deixar de se comunicar com o seu público.

Envie mensagens aos seus clientes comunicando a sua nova estratégia e como irá atendê-los durante este período. Seja franco com eles também: se o ramo de atuação da sua empresa não permitir o funcionamento do negócio nos próximos dias, informe isto. Assim, o público saberá que não poderá contar com os seus serviços temporariamente, mas ainda irá considerar a sua empresa quando tudo voltar à normalidade.

3 - Avalie a possibilidade de realizar entregas

Este é um momento de adaptações, e grandes mudanças também podem fazer parte do seu plano para sobreviver à crise. Avalie o seu modelo de negócio e se é possível, por exemplo, passar a entregar os produtos que a sua empresa oferece na casa dos clientes.

Pense em alternativas para agregar valor ao seu produto neste período: se você tem o contato do seu cliente, uma alternativa é enviar mensagens oferecendo serviços especiais como amostra e entrega em domicílio. Você poderá utilizar serviços de motoboy para realizar as entregas ou até mesmo mobilizar a sua equipe local para fazê-la.

4 - Use o digital como aliado

Os canais online são uma alternativa muito interessante para chegar até os seus clientes quando eles não podem ir até a sua loja. Reforce a divulgação dos seus produtos em canais online e faça ofertas especiais com entregas em domicílio pelas equipes de vendas locais ou serviço de entrega.

Se a sua empresa já possui redes sociais, este é  momento de reforçar a frequência de publicações e caprichar nos conteúdos. Aqui, você pode conferir dicas de como usar algumas delas para se comunicar com os seus clientes.

Considere, também, anunciar e vender seus produtos e serviços em plataformas de e-commerce. Para os que trabalham com alimentação, os aplicativos de delivery podem ser a solução ideal, já que estas empresas normalmente se responsabilizam pela entrega e utilizam os seus próprios prestadores de serviços para isso.

5 - Garanta a segurança e conquiste a confiança dos clientes

Mostrar que a sua empresa está comprometida com as orientações das autoridades sanitárias e preocupada com a saúde e bem-estar do consumidor é muito importante. Envie mensagens aos seus clientes falando dos cuidados que estão sendo tomados em seu negócio, quais medidas estão sendo adotadas para reforçar a limpeza, o que tem sido feito para garantir a segurança dos funcionários e clientes.

Se a sua empresa pode continuar a entrega dos serviços, certifique-se de que você e sua equipe estão cumprindo todas as recomendações de higiene e prevenção da doença.

6 - Adote a flexibilidade na atuação dos colaboradores

Em meio à crise, algumas empresas conseguem manter o funcionamento, mas precisam de adaptações importantes no quadro de funcionários. Se você tem um restaurante, por exemplo, verifique a possibilidade de a sua equipe de atendimento, como garçons e recepcionistas, passar a dar suporte a entregas em domicílio, pois as pessoas provavelmente irão optar por esta modalidade de serviço.

7 - Organize a empresa para o fim da crise

Ainda não há previsões sobre o período exato em que os impactos da pandemia nos negócios deve durar, mas é sabido que depois de alguns meses tudo deve voltar à normalidade. A cidade de Wuhan, na China, onde a doença começou, está retomando as suas atividades depois de três meses.

Use este período de baixa demanda para rever as estratégias do seu negócio e planejar o futuro dele. Se possível, em vez de reduzir o número de funcionários, estimule-os a usar seu tempo para atualizar informações sobre os clientes, perfil, preferências, sistemas internos, aprimorar habilidades e criar novos produtos e serviços para estarem mais preparados para a eventual recuperação. Lembre-se: o planejamento de recuperação precisa começar enquanto você ainda está reagindo à crise.

8 - Ofereça descontos e estimule o adiantamento de pagamento

Para driblar a crise, muitos empreendedores estão vendendo produtos e serviços que só serão consumidos no futuro. Que tal adotar esta medida na sua empresa? Você pode, criar vouchers para serem utilizados nos próximos meses, que passarão a valer mais no dia da utilização. Assim, um cliente que pagar 50 reais à sua empresa agora, por exemplo, pode ter direito a consumir 60 reais em produtos e serviços quando desejar. Além disso, preços promocionais podem ajudar a reforçar as compras neste período.

Gostou das dicas? Esperamos que elas tenham sido úteis e possam, de alguma forma, ajudá-lo a obter melhores resultados para a sua empresa neste momento tão delicado. Confira, também, outros conteúdos que a ACSP está preparando para ajudá-lo durante a crise do coronavírus. Para acessá-los, clique aqui.


Por ACSP