Temas em análise

Temas em Análise 298: PIB Cai 4,1% em 2020, Bem Menor do que o Previsto no Início da Pandemia

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), durante o quarto trimestre de 2020, o Produto Interno Bruto (PIB) apresentou alta de 3,2%, livre de efeitos sazonais, superando as expectativas de mercado, porém, desacelerando em relação à expansão registrada no trimestre anterior. No ano passado houve queda de 4,1%, a maior desde 1996 (ver Gráfico 1), em linha com a projeção realizada pelo Instituto de Economia Gastão Vidigal da Associação Comercial de São Paulo (IEGV/ACSP), embora bem menos intensa do que se esperava no começo da pandemia (ver Gráfico 2).

Leia mais...

Temas em Análise 297: Contração do Setor Serviços Continuou Diminuindo em Dezembro

Em dezembro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o volume de serviços prestados apresentou recuo de 0,2%, ante novembro, livre de efeitos sazonais, validando as expectativas de mercado. Embora, em 2020 o setor tenha sofrido queda de 7,8%, a maior desde 2012, frente ao mesmo mês de 2019, a contração foi de 3,3% (ver tabela na página seguinte), continuando a mostrar perda de intensidade em relação às leituras anteriores, como mostra o gráfico abaixo.

Leia mais...

Temas em Análise 295: Inflação Desacelera em Janeiro, Mas fica Acima da Meta

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em janeiro, desacelerou em relação ao mês anterior, apresentando elevação de 0,25%, abaixo das expectativas de mercado. Contudo, em 12 meses, o IPCA acelerou para 4,56% (ver tabela abaixo), acima da meta anual (3,75%), porém abaixo do limite máximo permitido (5,25%).

Leia mais...

Temas em Análise 294: Indústria Surpreende e Intensifica Retomada em Dezembro

Em dezembro, a produção industrial cresceu 0,9%, em relação a novembro, livre de efeitos sazonais, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ante expectativa de queda, configurando a oitava alta consecutiva. Na comparação com o mesmo mês de 2019, houve alta de 8,2% (ver tabela na página seguinte), que surpreendeu, ao intensificar a tendência de retomada, iniciada em setembro (ver gráfico abaixo). Essa tendência, contudo, apesar de não ter evitado a contração anual do setor, que alcançou a 4,5%, contribuiu para atenuá-la.

Leia mais...

Temas em Análise 293: Indústria Segue Tendência de Recuperação em Novembro

Em novembro, a produção industrial cresceu 1,2%, em relação a outubro, livre de efeitos sazonais, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), abaixo das expectativas de mercado, mas, de todo modo, configurando a sétima alta consecutiva. A retomada da indústria fica mais evidente no contraste com o mesmo mês de 2019, que mostrou alta de 2,8% (ver tabela na segunda página), reforçando tendência positiva nesta mesma base de comparação, iniciada a partir de setembro do presente ano, tal como mostra o seguinte gráfico. Os resultados negativos acumulados no ano e em 12 meses (-5,5% e -5,2%, respectivamente) também mostraram melhora, ao perder intensidade em relação às leituras anteriores.

Leia mais...